terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A misteriosa Mortalha de Turim

A Mortalha de Turim é um dos tecidos mais famosos do mundo. É um pedaço de linho, que contém a imagem de um homem com cerca de 1.83 metros de altura. Este suposto tecido teria envolvido o corpo de Jesus Cristo em seu túmulo, e ficou com sua imagem gravada, mesmo centenas de anos depois. Será que foi este o tecido usado para envolver o corpo de Jesus?

O primeiro registro arqueológico deste tecido é de 544 DC. O tecido foi encontrado sob uma ponte em Edessa, na Turquia, e mostrava o que parecia ser a imagem de uma pessoa em tamanho real, que possuía características de um crucifixado. O tecido possuía cerca de 4,5 metros de comprimento, e 1 metro de largura. As características do homem da imagem correspondiam aos relatos bíblicos de Jesus, inclusive as feridas. Depois de seu descobrimento, o tecido foi passando de mãos em mãos, até o ano de 2002, quando foi restaurado.

A restauração da Mortalha de Turim
No ano de 2002, uma restauração do tecido foi feita, para que o seu tempo de vida aumentasse. Porém, esta foi bastante criticada, porque a restauração removeu algumas evidências científicas que o tecido tinha. A imagem já estava ficando desgastada, e a restauração fez com que aumentasse o nível de conservação do tecido.

O corpo de Jesus sendo envolvido pelo tecido.
A imagem de Jesus no tecido é em negativo
Se analisarmos o pano original, não veremos com clareza a imagem. Porém, se usarmos uma câmera em negativo, veremos com perfeição o desenho. Essa descoberta foi feita pelo fotógrafo italiano Secondo Pia, no dia 28 de maio de 1898.

No lado direito, a foto em positivo, e no esquerdo, em negativo.

Como a imagem se formou no tecido?
A teoria mais provável é que houve a reação de Maillard. Nesta reação, os gases liberados pelo corpo em decomposição reagem com a camada de fibras do tecido. Porém, a decomposição, e um estágio mais avançado, faria com que o corpo liberasse líquidos que manchariam o tecido. Então, para que a imagem permanecesse ali sem estar manchada, seria preciso que o corpo fosse retirado do tecido, o que teria acontecido de acordo com a bíblia, quando houve a ressurreição de Jesus Cristo.

O tecido completo, mostrando o corpo de Jesus Cristo.

Teria este tecido envolvido o corpo de Jesus Cristo?
Esta é um dos grandes mistérios da comunidade de pesquisadores. Será possível que este tecido tenha envolvido o corpo de Jesus Cristo em seu túmulo? Ou estas evidências são apenas coincidências?

2 comentários:

Gabriel Guikjsai disse...

Concerteza!

Rogério Paulo Martins disse...

Não, não envolveu. O próprio Vaticano já admitiu que o Sudário de Turim é mais recente do que a alegada vinda de Cristo à Terra e que a imagem é de um homem anónimo. No entanto, como já há tantos anos se passa a ideia de o sudário ter envolvido Cristo e este ser um grande atractivo turístico para o Vaticano, a igreja achou por bem manter a farsa, assim como faz com muitas outras relíquias e dogmas.

Postar um comentário

 
Powered by Blogger